Vereadora mais votada de Chapecó é condenada a 10 anos de cadeia

0

Chapecó – A Justiça Federal condenou a ex-secretária de Saúde de Chapecó e vereadora mais votada do município na eleição passada, Cleidenara Weirich (PSD), o marido Josemar Weirich e o sócio dele, Carlos Alberto Machado dos Santos, à reclusão em regime fechado pelos crimes de formação de quadrilha (artigo 288 do Código Penal) e desvio de recursos do Sistema Público de Saúde em benefício próprio ou alheio (Artigo 312 do Código Penal).

Cleidenara foi condenada a reclusão de 10 anos, dois meses e 18 dias, Josemar a oito anos e dez meses de reclusão e, Carlos Alberto Machado, a oito anos de reclusão.

Eles também terão que devolver R$ 2.016.840,99 aos cofres públicos.

Outras três pessoas investigadas, o ex- diretor do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Associação dos Municípios do Oeste Catarinense (CIS-Amosc), Paulo Utzig, a gerente do CIS-Amosc Geísa Müller de Oliveira e a funcionária da secretaria municipal de Saúde Gilvana Terezinha Mossi Schneider, foram absolvidos.

Durante a operação Manobra de Osler a Polícia Federal apurou que, durante a gestão de Cleidenara, houve um aumento de respasse de recursos do SUS para a clínica de Ortopedia de Medicina Hiperbárica Dr Machado S.S, que tinha como sócios o marido de Cleidenara, Josemar Weirich, e um sócio, Carlos Alberto Machado Santos.

Foi apurado que o valor repassado para a clínica passou de R$ 171 mil em 2013, ano em que Cleidenara assumiu a pasta, para um milhão de reais em 2014.

Procurado pela reportagem o advogado de Cleidenara, Antônio Zanella Neto, informou que não poderia atender no momento.

Já no escritório do advogado de Carlos Alberto Machado dos Santos, Giancarlo Castelan, foi informado que ele está viajando.

No entanto como a decisão é de primeira instância há a possibilidade de recorrer em liberdade.

Fonte: RÁDIO ATUAL FM

Share.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: