Túmulo de jovem que teria previsto a própria morte há mais de 50 anos é ponto de peregrinação no RS

0

Fiéis até de fora do país compareceram ao túmulo de Maria Elizabeth no final de semana em Passo Fundo.

O final de semana foi marcado por uma peregrinação até o túmulo de uma menina de 14 anos morta que teria previsto a própria morte há 52 anos em Passo Fundo. Ela não é considerada santa pela igreja, mas os devotos atribuem milagres a Maria Elizabeth.

Na terça-feira (28) a morte da adolescente completa 52 anos, o que fez com que muitos fiéis se reunissem em Passo Fundo para fazer pedidos e agradecer.

Os devotos percorrer centenas de quilômetros e outros vem até de fora do país. O cabeleireiro Jamir Duarte se deslocou de São Gabriel acompanhado de mais 40 pessoas.

“O pessoa que já é devoto da santinha, né? Então, a gente se reúne sempre, quase todos os amigos e conhecidos, e sempre tenta trazer mais gente. É muito bom vir aqui”, afirma Duarte.

Já Tânia Nunes se deslocou desde a cidade de Rivera, no Uruguai, em uma excursão. “Ao menos, de minha parte, e creio que de todos que vieram, é uma fé grande. Trazemos pedidos todos os anos para ela, para a santa, e temos que pedir e agradecer”, afirma.

Uma longa fila de devotos se formou para chegar perto do túmulo de Maria Elizabeth. Dias antes de sua morte por atropelamento, em 28 de novembro de 1965, ela teria escolhido a roupa que usaria no velório e até mesmo o caixão que deveria ser usado.

Rosas vermelhas, que seriam as preferidas de Maria Elizabeth, foram levadas pelos devotos, que atribuem milagres à adolescente.
A igreja católica ainda tenta reunir documentos com relatos de milagres, para que possa ser encaminhado ao Vaticano um pedido de beatificação.

“Ela é venerada assim pelo povo de Deus por duas razões. A primeira porque ela previu, pressentiu a sua morte trágica. E outra coisa porque há muitas pessoas que receberam de fato graças e bênçãos de Deus e isso se espalha”, afirma o padre Rudi Aloísio Hippler.

Fonte: G1

Share.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: