Nome de Bianca Wachholz encampa leis contra o feminicídio em Blumenau

0

Dois projetos de autoria do vereador Bruno Cunha (PSB) relacionados ao feminicídio e que fazem alusão à blumenauense Bianca Wachholz foram aprovados na sessão desta terça-feira, 14. Ela foi assassinada pelo ex-companheiro na frente da mãe, em casa, no dia 25 de julho de 2018.

Um deles é a denominação de uma praça na Itoupava Central, bairro onde a vítima morava, a pedido da comunidade. O vereador  explica que a praça é um espaço simbólico onde podem ser realizadas atividades diversas alusivas à arte a à prevenção ao feminicídio. “Infelizmente nesses casos de feminicídio nada vai recuperar a dor, mas desejamos que com esse ato simbólico outros casos possam ser impedidos”, ressaltou o autor.

Já sobre o Projeto de Lei nº 7.848, que institui o Dia de Luta Contra o Feminicídio “Bia Wachholz” no dia 25 de julho, Bruno Cunha explicou que o objetivo não é somente fazer homenagem a ela nesta data, mas construir um diálogo com o Poder Executivo para que a prefeitura crie discussões, seminários e rodas de conversa próximos a essa data a fim de avançar na prevenção à violência contra a mulher.

Share.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: