Após melhor participação no Mundial de Wrestling, Lais analisa: “Fiquei muito feliz pelo resultado, não satisfeita”

0

Goiana disputou o maior torneio da modalidade no mês de agosto

Por: MMA Premium

Representante brasileira da categoria até 63kg no Campeonato Mundial de Wrestling de 2017, Lais Nunes conquistou a melhor colocação pessoal da carreira na competição. Enfrentando a francesa Laetitia Blot e a torcida a favor da lutadora da casa, a brasileira venceu o confronto com superioridade. Já nas quartas de final não deu para Lais, que acabou eliminada pela turca Hafize Sahin, mas ainda assim garantiu a décima posição no torneio realizado em Paris.

“Minha participação foi muito boa, na verdade minha melhor em mundiais. Fiquei em décimo lugar, mas poderia com certeza ter chegado mais longe, e ter estado entre as medalhistas. Foi por pouco que não fui para a semi-final, mas foi mais um degrau nessa escada que subo todo dia”, declarou a lutadora.

Remanescente da delegação olímpica de wrestling que disputaram os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Lais foi a atleta mais jovem a defender o país na Luta Olímpica em uma edição de Jogos Olímpicos com apenas 23 anos. Com a boa participação no mundial desse ano, a lutadora garantiu pontos preciosos para subir no ranking que qualifica as melhores atletas de sua categoria.

“Fiquei muito feliz pelo resultado, não satisfeita. Estou feliz porque o trabalho deu certo. O apoio que recebi e o direcionamento de um técnico somaram muito na minha preparação e me fizeram chegar preparada lá, então eu compartilho com o meu técnico e todos que me ajudaram a chegar nesse resultado.”

Um dos principais nomes da luta olímpica brasileira atualmente ao lado de Aline Silva, Lais Nunes é atleta do Sesi, onde realiza grande parte de seus treinamentos. Projetando o futuro, a atleta de 24 anos falou sobre os próximos torneios que irá disputar, e sobre o ciclo olímpico que está trilhando rumo a próxima olimpíada, que acontece no Japão, em 2020:

“Agora é seguir treinando, trabalhando para as próximas competições. Ainda terei mais 3 torneios esse ano que somam pontos no ranking que é outro objetivo que tenho. Já no ano que vem farei continuidade nesse ciclo rumo a Tóquio, agora é hora de consertar e perseverar”, finalizou Lais.

Share.

About Author

Leave A Reply